sexta-feira, 25 de abril de 2014

do amor

andar de bike pelo centro da cidade, fazer maratona de breaking bad, deitar na grama do central park, jantar na padaria perto de casa depois de um dia corrido de evento, assistir um filme no cinema, fazer o arroz com brócolis e queijo que você tanto gosta no almoço de domingo, cantar "let it goooo" e lembrar que gostamos mais do desenho do que os sobrinhos, sonhar os teus sonhos, saber que você sonha os meus também.

são pequenas coisas reais que me fazem ter a certeza de que a vida é sempre essa caixinha de surpresas. amor verdadeiro não é sempre perfeito, aliás já abandonamos a pretensão de sermos perfeitos faz tempo. e se a gente se machuca, a gente limpa a ferida um do outro e deixa cicatrizar. se a gente se ama, a gente aproveita a plenitude do momento, sem pensar no que poderia ser ou no que será, apenas no que é. e você é tão bonito.

não precisamos um do outro para ser feliz, mas escolhemos fazer um ao outro feliz. taí a diferença. eu escolho você, todos os dias de novo. e acordo feliz ao saber que fui tua escolha novamente.
te amo hoje e amanhã, quando você preparar aquele café gostoso e me servir naquela xícara que tanto gosto, eu terei a certeza de que você continua me amando e que a gente continua se escolhendo.

:)

2 comentários:

Julio Melo disse...

As boas coisas da vida são as simples :)

(legal ter colocado "andar de bike" logo na frente rsrs).

evanilda martins disse...

Lindoooo sem fim.