sexta-feira, 17 de outubro de 2008

História de amor cotidiano


Eles dois já estavam cansados das mesmas coisas de sempre. Das mesmas pessoas e das mesmas bobeiras. Eles já não queriam aquelas pinceladas de tons cinzas no mundo deles, eles queriam se reinventar, se redescobrir um no outro e queriam que o mundo de cada um pudesse ter tons mais quentes e belos. Feito.
Foram passear e resolveram que aquele dia seria o ponto de virada. Já fazia mais de cinqüenta anos que eles estavam juntos e, não sabem o porquê, os últimos meses tinham sido um tanto pesados e chatos.
Passaram em frente ao parque que pela primeira vez se beijaram. Resolveram entrar. Quem sabe lá não estaria a resposta para os problemas pequenos do dia a dia.
Não acreditaram, mas o banquinho onde se sentavam para ler, se abraçar, se beijar e se amar ainda existia. Ele sussurrou para ela alguma coisa como: "Vamos ver se ainda está lá?". Ela duvidava.
Mas ficou pálida ao ver que continuava lá. Do mesmo jeito. Sim, um tanto gasto. Mas o escrito estava lá. "Nunca esquece. Estaremos juntos. Sempre e pra sempre. Te amo, te quero, te cuido."
Se abraçaram e sentaram. O pôr-do-sol nunca foi tão bonito como naquela tarde.

PS: Porque o amor está nas coisas mais singelas. E mesmo que esse casal não exista. Essa história poderia ter acontecido com qualquer um. Em qualquer parque. Em qualquer tempo.

***

Originalmente postado aqui:
http://www.flickr.com/photos/ceplaza/2081097446/

E depois (re)postado aqui:
http://sarafc.zip.net/arch2007-12-02_2007-12-08.html

5 comentários:

Filipe Garcia disse...

Oi Sara,

belo conto. O amor precisa é de coisas simples assim.

Beijo, prazer em ler-te.

Flávia disse...

Porque o amor está nas coisas mais singelas. E mesmo que esse casal não exista. Essa história poderia ter acontecido com qualquer um. Em qualquer parque. Em qualquer tempo.

Ainda bem, né?

Eveja que coincidência: suas palavras também me chegaram no momento certo ;)

Beijos, flor!

Alexandrina Silveira disse...

Belo texto!

Janaína S. disse...

nossa.
é de arrancar suspiros!

lindo demais.
Quem dera todas as histórias de amor tivessem finais felizes como este.

beijo :*

nathy disse...

Ai que lindoooo!!!!
Quero minha história linda e em um banco.. hahaha
Adorei issoo!!!!