quinta-feira, 2 de abril de 2009

Das ligações (ou Das dúvidas em mim)...

meu mais novo di-lema
me enfrentar diariamente
intuitiva-mente
ser, estar, permanecer
ficar, continuar, tornar-se
minhas ligações
tantas ins-pirações
abs-trair o que já fui?
ocultar o que não fui?
me prender, me perder
ouvir, ou-vir, ou ir?

4 comentários:

Carlos Plaza disse...

Só vc mesmo! Beijos.

Andre Martin disse...

AMO essas suas poesias, cheias de trocadilhos e inteligentemente se apegando aos detalhes das palavras e sons!

A propósito, sobre seu comentário no meu blog, quero dizer por INTEIRO, que há um lado bom em se estar "meio sumida, meio triste"... É que, por outro lado, pode-se dizer que está "meio presente, meio alegre"!! (1/2 com 1/2 dá UM). ;-)

Para tudo, tem o ladobão!! Se algo lhe parece ruim, experimente mudar o ponto-de-vista, o referencial. Podemos sempre enxergar um lado positivo em tudo. Basta querer! O problema é que nem sempre queremos isto...

Fique bem!

manzas disse...

O sol rasga os panos do horizonte
Em pacífico brilho de sua magnitude…
Cadenciado ondular que em mar bronze,
Excelsa beleza no marulhar da virtude!

A rocha na ânsia do dia, bebe sedenta do mar,
Firmada num profundo e desigual chão azul …
Cristalizadas águas reflectem o planar,
Das majestosas e imperais… gaivotas do sul!

Gostava que comigo
Desse asas á sua imaginação,
No… “Portal da rocha… penedo do guincho!”

Um bom fim-de-semana,
Com muita inspiração
E na mente… um sorriso!

O eterno abraço…

-MANZAS-

Afobório. disse...

olá.

acho que estamos sempre escolhendo coisas.

sorte e luz.